Artwalk no Centro da Cidade de Los Angeles: Uma explosão de cultura urbana.

Photo courtesy of Curt Gibbs, Flickr 

Na segunda quinta-feira de cada mês algo diferente acontece no Centro da Cidade de Los Angeles. Começando pela manhã, quando os donos das galerias de arte da cidade começam a correr contra o tempo – ajustando iluminações, preparando as bebidas, escolhendo as músicas. Pois o histórico Centro da Cidade de Los Angeles está prestes a ganhar vida com uma energia surpreendente.

Para os visitantes que querem se sentir um pouco como os moradores, a caminhada artística do Centro da Cidade, que acontece em toda segunda quinta-feira de cada mês de 12h até 21h é um exemplo perfeito do clima de Los Angeles ao extremo, quando vemos música saindo das galerias, uma multidão eclética e vários grupos musicais se apresentando nas ruas. Uma coisa é certa: os apaixonados por arte acreditam que este é um dos melhores eventos que a cidade oferece.

Quando o primeiro ArtWalk foi realizado pela cidade em 9 de setembro de 2004, as pessoas estavam muito céticas que a comunidade artística pudesse florescer nesta rua que por muito tempo foi abandonada. Mas hoje em dia o lugar se tornou em algo novo e vanguardista. É difícil crer que o distrito foi qualquer coisa antes de se tornar uma das áreas mais vibrantes da cidade.

Bert Green foi nomeado o “Padrinho” da Art Walk por ter desemprenhado um papel integral no lançamento do evento, e foi testemunha do crescimento da área. “Calculamos a primeira caminhada artística em 2004 com apenas 75 pessoas. Hoje em dia temos uma estimativa de 3.000”, conta.

Como Los Angeles, a Art Walk representa diversos tipos de gostos, mas grande parte da energia artística se produz no Centro da Cidade. A contracultura urbana se expressa sozinha através dos vários estilos de grafites que encontramos no lugar.

A multidão de pessoas com certeza adora o que as galerias oferecem, mas isto é apenas uma parte do que a Artwalk tem a oferecer. Como disse Green, a Artwalk atua como catalisador e emana a arte que não fica pendurada nas paredes. Desfiles de moda, leitura de livros, apresentações de grupos musicais nas ruas e ocasionais explosões de estilo livre são apenas alguns dos subprodutos que as galerias proporcionam esta área de grande qualidade.

A variedade é algo que chama a atenção de muitos e dos mais diversos grupos, desde os mais vanguardistas até os mais sofisticados homens de negócios que estão na cidade de passagem, muito parecido com a personalidade da cidade, que mistura diversas influências e nos apresenta um cenário variado.